Gestão do processador

O sistema operativo decide o tempo que a tarefa vai ocupar no processador.

As diversas tarefas executam no processador ocupando fracções de tempo dando a impressão que executam ao mesmo tempo.

Os computadores com mais que um processador podem atribuir uma tarefa a cada processador possibilitando desta forma que o trabalho seja distribuído.

 

Gestão da memória

O Sistema Operativo atribui uma parte da memória a cada programa que se encontra em execução.

Quando a memória RAM está cheia, o Sistema Operativo cria uma extensão da memória no disco rígido, a memória virtual, isto é, páginas de memória de tamanho fixo a que se dá o nome de ficheiros de troca ou Swap files. Este tipo de memória é mais lenta o que prejudica o desempenho do sistema.

 

Gestão dos periféricos I/O

Os periféricos e os dados que transitam entre estes e o computador são geridos pelo Sistema Operativo.

Os periféricos "avisam" o cpu que pretendem enviar dados gerando interrupções, isto é, enviam um sinal ao cpu, o qual faz executar um determinado programa relacionado com o periférico. O rato gera um tipo de interrupção quando é accionado, o mesmo acontece quando se pressiona uma tecla.

A maioria dos periféricos possui um software específico (driver ou controlador) para que o sistema operativo comunique com ele, por exemplo, para imprimir para uma determinada impressora, é necessário instalar o respectivo driver.

 

Organização da informação

Os sistemas Operativos são responsáveis pela organização da informação nos diversos suportes de armazenamento. Na maior parte dos SO, a informação é organizada em pastas e ficheiros.